sábado, agosto 26, 2006

“Amores de Verão enterram-se na areia!”


Naaa.. O conceito é bem menos especifico: amores frívolos enterram-se no lugar onde nasceram, seja ele areia, montanha, Porto, Londres ou Pequim! A cada lugar uma história diferente. A este ritmo por quantos sítios se tem que passar?
Li algures que uma relação estável e equilibrada é um bem cada vez mais raro, com tendência a tornar-se bênção de alguns iluminados. De facto, é verdade. As mulheres emanciparam-se e começaram a procurar a mesma coisa que os homens; já não há razão para andar à procura de um remeloso qualquer só porque se quer ter namorado, agora somos muito mais conscientes do nosso valor e eles é que têm que perseguir a primeira remelosa que lhes parecer que vai dizer sim! De um modo geral, as mulheres têm as mesmas necessidades fisiológicas que os homens, como sempre tiveram, a diferença é que a queda de tabus (no referente ao sexo, claro) acabou com o medo de as afirmar explicitamente.
E então, onde pára o amor? Agendado para tema da próxima conversa com o psicólogo! Não é bem assim, mas a verdade é que o amor (a confiança, a sensação de intimidade, o eterno conforto de, quando te apetecer, dormir ao lado de alguém com que te sentes mesmo muito bem, a cumplicidade) já só dá sinal de vida nas duas semanas (meses) a seguir ao término de uma relação, tendo esta existido ou não. Como é que, hoje em dia, uma mulher define a si mesma e aos outros o grau de legitimidade que dá ao amor? E será que a emancipação da mulher deve ser para a afastar do homem, tornando-a á sua semelhança em ideais, ou para os aproximar, tornando-os diferentes mas complementares, havendo cedências para que isso seja possível?
José António Saraiva (ex-director do Expresso) diz que as mulheres lhe metem medo e que, das cinco mulheres que relata no seu novo livro, a que mais atrai os homens é a mulher dos sete ofícios, “uma mulher independente, que já foi actriz e que nenhum homem consegue prender (…) a única personagem idealizada”!
Atrair? Idealizada? ONDE PÁRA O AMOR?

2 Comments:

Blogger DJ said...

Atrai o homem aquilo que é difícil. Tudo o que é fácil dura apenas alguns momentos. Não dura o suficiente para marcar.

9:54 da manhã  
Blogger DJ said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

9:58 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home