sábado, janeiro 20, 2007

Excomungar-me-ei!

A partir de 11 de Fevereiro ficarei sem direito a um funeral religioso.

Que Deus me perdoe pois eu tenho consciência que vou pecar. Sou a favor da liberdade de escolha, contra a criminalização, contra o medo, contra a vergonha, contra a hipocrisia de um Não pseudo-moralista, que utiliza o egoísmo como argumento, contra a "lei do papel" portuguesa, contra um SNS fascista... e não me arrependo!

Estima-se que 23 mil mulheres recorram ao aborto, são 23 mil pessoas que incorrem em latae sententiae. Será mesmo este o fim do catolicismo em Portugal?

Um ateu tem, sem dúvida, bem menos problemas de consciência, não?

Adenda: normalmente não me pronuncio sobre discursos menos felizes na tentativa de argumentar a favor do Não ou do Sim pela IVG, todos temos um dia menos inspirado, mas neste caso (e depois da novela "criaturinhas do tamanho de um pequeno rato") vejo-me obrigada a abrir uma excepção. Para quem for adepto do uso da estupidez como argumento estratégico de campanha porque não citar mais esta pérola de João César das Neves: "se o Sim vencer, abortar vai ser tão normal como usar um telémovel."
E esta pessoa ensina o quê?!

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger L said...

'Bora escrever uma cartinha para o sr. padre?
http://renaseveados.blogspot.com/2007/01/infelizmente-o-voto-secreto.html

Eu vou escrever. A sério. Quero ver a resposta deles (uso o masculino, porque a igreja, de feminino, só tem o género do seu próprio nome).

11:30 da tarde  
Blogger L said...

Ups, o URL ficou cortado:
http://renaseveados.blogspot.com/2007/01/infelizmente-o-voto-secreto.html

11:30 da tarde  
Blogger L said...

Ah, caneco! Já deve funcionar. Espero...

11:31 da tarde  
Blogger webdreamer said...

O João César das Neves usa, provavelmente, telemóveis. E no entanto dúvido bastante que venha a abortar.

11:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home