domingo, novembro 19, 2006

"E sem latim?"

Há pouco encontrei o suplemento Mil Folhas do Público de sexta-feira passada. Tinha uma entrevista com José Saramago, a propósito do lançamento d'As Pequenas Memórias, e mesmo ao lado um interessante artigo de Jorge Silva Melo sobre a importância do latim para a compreensão da poesia de Cesário Verde.
Concordo integralmente e acho que a relevância do latim vai mais longe. Como JSM, também eu acho que esta língua (viva, porque está invariavelmente presente vocabulário português) deve ser leccionada nas escolas. Cada vez mais. Especialmente numa altura em que o português se vai perdendo para as exigências da rapidez tecnológica, como a idiotice das adaptações SMS.
No latim estão as bases da língua portuguesa e estudando um pouco do mesmo toma-se, de uma forma mais ampla, consciência da riqueza do português. A nível sintáctico, gramatical e de vocabulário. É uma herança que não se deve deixar perder. Precisa de sair do "eco sem nome das basílicas", deixar de ser visto unicamente dentro da redoma católica e contemplado como uma herança.
Quia plus in maledicto quam in manu est gloria.

Eu também não fui grande aluna e ai... como me arrependo.

4 Comments:

Anonymous Poemas de amor e dor said...

Anabela Dantas
Fui colega de trabalho de um amigo que perdi o rasto que se chamava Dantas e que escreveu um livro de poesia e me ofereceu em 1975. Ele era natural de Ponte de Lima. Coincidência?
Estou de acordo com aprendizagem do latim. O meu irmão andou no seminário e graças ao latim não tem dificuldades na escrita como eu às vezes tenho.
Cumprimentos
Rogério Simões

9:03 da tarde  
Blogger Anabela S. Dantas said...

Caro Rogério

Se estamos a falar de Amândio S. Dantas, é mesmo coincidência! Temos exactamente o mesmo sobrenome, mas não somos da mesma família. Eu não o conheço pessoalmente e a última que vez que vi um livro de poesia dele nas bancas foi há uns largos anos. Se entretanto souber de alguma coisa, terei todo o prazer em comunicar.

Abraço

5:46 da tarde  
Blogger L said...

Sona si Latine loqueris. LOL.

1:31 da manhã  
Blogger Anabela S. Dantas said...

Lol. Não, nem perto disso! Infelizmente, já só tenho o gosto pela língua. De qualquer modo, onde poderia eu falá-lo? Nem na confissão, credo, que eu peco que me farto!

4:26 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home